MilitaresBrasil-
25/05/2015 - Militar é intimado por posts que incitam as Forças Armadas

25/05/2015 - Militar é intimado por posts que incitam as Forças Armadas

Defensor de golpe militar depõe na PF

Militar é intimado por posts que incitam as Forças Armadas e pode pegar até quatro anos de cadeia.

Luisa Bustamante - odia
Rio - Levantar cartazes e publicar mensagens nas redes sociais que incitem a intervenção militar pode levar a até quatro anos de prisão. Líder de protestos que pedem a volta da ditadura, o capitão da reserva da Marinha, Sergio Luiz Zorowich, foi intimado a prestar depoimento à Polícia Federal de Santos (SP) sobre o conteúdo que publica em sua página no Facebook, onde defende o regime de exceção. Ele será ouvido amanhã pelos policiais.

Sergio Luiz Zorowich terá que se explicar sobre conteúdo que publica na internet
Foto:  Reprodução

Zorowich alega que seu depoimento faz parte do inquérito policial número 0161/15-4, que tem como objetivo enquadrar defensores do regime militar em crime previsto no Artigo 23 da Lei de Segurança Nacional. Segundo o texto, quem incitar “subversão da ordem política ou social” ou estimular “animosidades entre as Forças Armadas, ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis” pode acabar preso e sujeito à pena de um a quatro anos de detenção.
O militar disse ao DIA que teve acesso, de “forma obtusa”, ao conteúdo do inquérito. “O texto é ridículo,diz que eu criei um governo paralelo, que deixei os quartéis em estado de alerta e causei conturbação”, ridiculariza o oficial. Procurada, a Polícia Federal não se posicionou sobre o caso.
Entre militares, Zorowich é visto como integrante de uma minoria que defende o retorno da ditadura e que não ameaça a democracia no país. O Exército Brasileiro, a quem os entusiastas do regime militar recorrem durante manifestações, diz que não reconhece este tipo de posicionamento.
"Não há qualquer fundamentação para uma intervenção militar na história recente do País, não cabendo ao Exército interferir na vida política vigente”, informou, por meio de nota.
Já a Marinha diz que não tem conhecimento do conteúdo do inquérito da Polícia Federal e alega que cabe à ela a prevenção e repressão de crimes contra a segurança nacional. Por meio de sua assessoria de imprensa, afirma, ainda, não conhecer a existência de grupos que ameacem a democracia e descarta a possibilidade de indivíduos virem a influenciar outros militares.
Zorowich quer ‘dizimar a corja do PT’
Sérgio Zorowich diz ser vítima de tentativa de atingir sua credibilidade. Em seu perfil no Facebook, onde é seguido por milhares de pessoas, ele faz críticas à Petrobras e aos governos Lula e Dilma. Uma das mensagens compartilhada mostra a imagem de homens armados e a mensagem “Dizimaremos a corja comunista do PT”. Outra exibe a foto de uma mulher armada acompanhada da frase “O jeito é sentar o dedo”. Há também publicações que ligam a presidenta a grupos como o PCC e o Estado Islâmico.
Em uma de suas postagens, dia 31 de dezembro, o militar simula sua posse como presidente da República e lista as medidas que tomaria ao assumir o “poder provisório, interino e paralelo”. Entre elas estão a privatização e venda de todas as estatais do país e a intervenção no Congresso. O texto foi compartilhado por 393 pessoas.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
25/05/2015 - AGU derruba multa do Conselho de Farmácia aplicada contra escola do Exército em MG

25/05/2015 - AGU derruba multa do Conselho de Farmácia aplicada contra escola do Exército em MG

A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve decisão para suspender uma infração aplicada pelo Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais contra a Escola de Sargento das Armas Max Wolf Filho (EsSA), localizada em Três Corações (MG). A atuação confirmou que a unidade do Exército brasileiro não pode ser enquadrada como empresa ou estabelecimento comercial, situação que autorizaria a fiscalização da entidade profissional.

A multa foi aplicada pelo conselho após inspeção realizada em julho de 2012 e resultou na inscrição da escola em dívida ativa. O conselho alegou que a escola de sargentos não possuía, no momento da inspeção, profissional farmacêutico devidamente registrado.

A Procuradoria Seccional da União em Varginha (MG) ajuizou ação com pedido de liminar para anular o auto de infração. A unidade da AGU contestou a afirmação, informando que cinco profissionais farmacêuticos dos quadros da EsSA estavam inscritos regularmente no órgão de classe à época da inspeção.

A procuradoria argumentou, ainda, que órgão militar integrante do organograma do Exército e das Forças Armadas não possui finalidade lucrativa, tendo como único objetivo a formação de sargentos para defesa e segurança do Estado brasileiro, razão pela qual não caberia ao conselho fiscalizá-la.

Ao analisar o pedido da AGU, a 1ª Vara da Subseção de Varginha/MG entendeu que, sendo a EsSA um órgão público federal, subordinado ao Ministério da Defesa, a unidade deveria ser fiscalizada somente pelas Forças Armadas, conforme artigo 142 da Constituição Federal, o artigo 3º da Lei Complementar nº 97/99 e o artigo 5º da Lei nº 6.681/79. O pedido de liminar foi aceito e os efeitos da autuação suspensos, cancelando temporariamente a inscrição da escola militar na dívida ativa.

A PSU/Varginha é unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da AGU.

Ref.: Processo nº 6529-98.2014.4.01.3809 - 1ª Vara da Subseção de Varginha/MG- Wilton Castro
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

25/05/2015 - Processo contra soldado que provocou acidente ao dirigir viatura sem autorização deve prosseguir

O Plenário do Superior Tribunal Militar (STM) rejeitou um habeas corpus interposto pela defesa de um soldado do Exército acusado de ter retirado, sem autorização, uma viatura militar do interior de quartel no Rio de Janeiro (RJ) e colidido violentamente com dois veículos civis e um poste. O acidente não deixou vítimas, mas todo o valor necessário para reparar a viatura militar e o automóvel civil foi imputado à União.
A defesa do soldado pediu ao STM que trancasse a ação penal contra o soldado denunciado pelo crime previsto no artigo 259 do Código Penal Militar: danos simples. Segundo a Defensoria Pública da União (DPU), a prova técnica revelou a inexistência de relação de causalidade entre a conduta do motorista e o resultado ocorrido, uma vez que os laudos periciais indicaram falha mecânica na viatura. Conforme sustentado pela DPU, “a denúncia somente poderia ter viabilidade se o paciente estivesse sendo responsabilizado pela manutenção do veículo”.
O relator do habeas corpus no STM, ministro Luis Carlos Gomes Mattos, afirmou que a doutrina e a jurisprudência ensinam que o trancamento da ação penal pela via de habeas corpus só é admitido na hipótese excepcional de “que a prova pré-constituída e as informações coletadas denotem, sem sombra de dúvida e à exaustão, a atipicidade da conduta atribuída ao paciente ou a total ausência de indícios de que tenha sido o autor do fato em tese delituoso”.
Segundo o magistrado, há nos autos indícios de que, no momento do acidente, o soldado dirigia a viatura militar em velocidade incompatível com a via pública, “o que, por si só e em princípio, já fragiliza o mérito da conclusão de que inexiste nexo causal na espécie”. O relator afirmou que o processo contra o soldado deve continuar, pois “o conjunto de provas pode ser eventualmente ampliado na persecutio in judicio, a qual, por sinal, ainda se encontra no seu alvorecer”.
Os ministros do STM acompanharam por unanimidade o voto do relator.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

25/05/2015 - Militar do Exército Brasileiro é flagrado com drogas; amigos também foram detidos

200 gramas de maconha e três pessoas detidas, entre elas, um militar do Exército Brasileiro. Este foi o resultado de uma ação policial feita na noite deste domingo (24) por uma equipe da Ronda Ostensivas e Táticas do Interior (ROTAI) que deteve os suspeitos em uma residência na Rua Yamaguti kankit no bairro Vila Carioca em Três Lagoas.
Segundo a ocorrência, o militar L.A.M de 20 anos ao perceber a presença da equipe se refugiou na casa de dois amigos que usam entorpecentes – maconha - nos fundos do imóvel. Ambos foram identificados como uma menor de 15 anos e M.Z.M de 27 anos, conhecido como “Ciclone”.
Quanto ao militar, o mesmo confessou que tentou despistar a polícia por ter na geladeira de usa casa 200 gramas de maconha que logo foi encontrada e apreendida. Diante os fatos, o trio foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos Por: Marco Campos com fotos de TL Noticias
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
25/05/2015 - Tenente do Exército morre após ferimento com tiro em Batalhão de Pinda

25/05/2015 - Tenente do Exército morre após ferimento com tiro em Batalhão de Pinda

Fato aconteceu no Batalhão Borba Gato. (Foto: PortalR3)Fato aconteceu no Batalhão Borba 
Gato. (Foto: PortalR3)
Um tenente do Exército Brasileiro foi encontrado com um ferimento por arma de fogo na manhã do domingo, dia 24 de maio, no 2º Batalhão de Engenharia de Combate, em Pindamonhangaba.
2º Ten L.O.P, de 26 anos, que estava de serviço como Oficial de Dia, foi encontrado com o ferimento dentro de um banheiro da Unidade, conforme informou em nota o Batalhão.
O militar foi socorrido e encaminhado para a UTI da Santa Casa de Pindamonhangaba, onde veio a falecer por volta das 23h50 do domingo.
Ainda de acordo com a nota, o Comando do Batalhão acionou a perícia técnica da Polícia do Exército e a equipe de Perícias Criminalísticas de Taubaté e foi instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias em torno do ocorrido.
A nota da “Batalhão Borba Gato” é encerrada da seguinte forma: “O 2º Batalhão de Engenharia de Combate, consternado e imbuído do mais alto sentimento de solidariedade, está empenhado em prestar assistência psicológica, social e espiritual à família do militar”.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

24/05/2015 - Soldado de 18 anos é encontrado morto dentro de quartel em Barueri (SP)

A polícia do exército trata o caso como suicídio, e diz que o rapaz se matou com um tiro de fuzil. Mas a família não acredita na versão e aponta diversas contradições. JR
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/05/2015 - 24 de Maio - Dia da Infantaria


A Infantaria sempre foi a principal força combativa de um exército, geralmente dotada dos maiores efetivos. Formada por soldados preparados para combater em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições meteorológicas...  Exército Brasileiro
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/05/2015 - O uso da internet por militares do Exército

Para se usar a rede mundial de computadores seja em nome da instituição ou em perfis particulares nas redes sociais, está submetido ao comando da força.
inclusive as OM deverão se enquadrar, uma portaria publicada ontem no BE 21-15  de  22/05/2015 aprova instruções para a utilização da web por praças e oficiais, que poderão responder administrativamente pelo conteúdo postado.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
23/05/2015 - Militar da Marinha é a sétima vítima de ataques com facas no Rio

23/05/2015 - Militar da Marinha é a sétima vítima de ataques com facas no Rio

Alexandre Lima Ribeiro, 23 anos, foi abordado à noite por três homens na Rua da Igrejinha, em São Cristóvão, na Zona Norte.

Flavio Araújo
RIo - Um militar da Marinha é a sétima vítima de ataque a faca na cidade em uma semana. Fuzileiro naval, Alexandre Lima Ribeiro, 23 anos, foi abordado, por volta das 23h30 desta sexta-feira, por três homens na Rua da Igrejinha, em São Cristóvão, depois de sair do Centro de Tradições Nordestinas e levou quatro facadas no peito ao reagir à tentativa de assalto. Os ladrões fugiram sem levar nada e Alexandre foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no Centro.
Segundo as primeiras informações da equipe médica que o atendeu, os ferimentos não teriam sido profundos e Alexandre está internado em observação. "Ele está bem", disse um amigo do militar que não quis dar mais nenhum detalhe do crime, nem se identificou. Por volta das 10h desde sábado, Alexandre foi transferido para o Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins de Vasconcelos. O militar está lúcido e chegou a fazer um sinal de "ok" para a reportagem do DIA .
Alexandre Lima Ribeiro, 23 anos, é a sétima vítima de ataques a faca na cidade
Foto:  Carlo Wrede / Agência O Dia
De acordo com informações da Polícia Civil, o caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão) e está sendo investigado. Testemunhas prestaram depoimento e a delegacia aguarda a liberação médica da vítima para que ela seja ouvida e possa tentar fazer o reconhecimento. Equipes da delegacia estão realizando diligências para identificar os autores do crime.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/05/2015 - 5° BEC - drenagem do lago de pontagem

O 5º Batalhão de Engenharia de Combate Blindado iniciou as obras da Praça Capitão Ricardo Kirk, parceria com a Prefeitura Municipal de Porto União. O nome da praça é uma homenagem ao Patrono da Aviação do Exército, Capitão Ricardo Kirk. A equipe responsável pela obra realiza o prolongamento da drenagem do lago de pontagem, a instalação de 56 metros lineares da galeria de águas pluviais e a terraplenagem de 2.000 m³ de aterro
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/05/2015 - Genivaldo Silva e a Luta continua

A Luta pela classe dos Militares
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/05/2015 - QESA valorização da carreira, a luta continua

Representantes do Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica visitam o senador Hélio José e pedem apoio para a valorização da carreira.
A Comissão Nacional QESA Brasil convidou o parlamentar para
fazer parte da Frente Parlamentar da Causa QESA.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
22/05/2015 - Quarta Turma dispensa ex-companheiro de pagar alimentos definitivos

22/05/2015 - Quarta Turma dispensa ex-companheiro de pagar alimentos definitivos

A obrigação de pagar alimentos a ex-cônjuge é medida excepcional, segundo a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em julgamento de recurso especial, a Quarta Turma ratificou esse entendimento ao converter alimentos definitivos em transitórios.
No caso apreciado, o casal viveu em união estável por 16 anos. Em 2007, houve a separação, e o juiz fixou alimentos provisórios em quatro salários mínimos em favor da ex-companheira, de 55 anos.
Em 2010, o alimentante foi exonerado da obrigação. A sentença levou em consideração as boas condições de saúde da mulher e sua escolaridade (nível superior), concluindo pela desnecessidade do sustento e pela possibilidade de sua inserção no mercado de trabalho.  
O acórdão de apelação, entretanto, reformou a decisão para estabelecer alimentos definitivos no mesmo valor de quatro salários mínimos. De acordo com a decisão, após um convívio de mais de uma década e habituada ao padrão de vida proporcionado pelo ex-companheiro, dedicando-se apenas à criação dos filhos, não seria razoável obrigá-la de imediato a se recolocar no mercado de trabalho sem garantir as condições necessárias para isso.

Medida excepcional
No recurso especial, o ex-companheiro alegou que "somente a incapacidade laboral permanente justifica a fixação de alimentos sem termo final" e que “mesmo que sejam fixados excepcionalmente sem termo certo, uma vez assegurado ao alimentado tempo hábil para se inserir no mercado de trabalho, é possível a cessação da pensão pelo decurso do lapso temporal razoável, sem necessidade de alteração do binômio necessidade-possibilidade".
O relator, ministro Luis Felipe Salomão, acolheu o argumento de que não há necessidade permanente de sustento. Ele destacou que a obrigação de pensão alimentar para ex-cônjuges vem sendo considerada uma excepcionalidade, incidente apenas “nas hipóteses em que o ex-parceiro alimentado não dispõe de reais condições de readquirir sua autonomia financeira”.
Ao levar em consideração as particularidades do caso – tempo da separação, cerca de seis anos de pagamento da pensão, capacidade física, mental e técnica (formação em ensino superior e um trabalho de confecção de bolos e doces caseiros mencionado nos autos) –, Salomão decidiu estabelecer prazo de dois anos para a exoneração definitiva dos alimentos.
O prazo é adequado, segundo o ministro, para que ela “procure, enfim, inserir-se no mercado de trabalho de modo a subsidiar seu próprio sustento”.
O número deste processo não é divulgado em razão de segredo judicial.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/05/2015 - Militar com HIV tem de ser aposentado por invalidez, decide TRF-4

O Superior Tribunal de Justiça já firmou entendimento de que o militar diagnosticado com o vírus HIV, ainda que a doença não tenha se manifestado, é considerado incapaz para o trabalho e pode ser reformado. Por isso, a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, em 13 de maio, sentença que concedeu a aposentadoria por invalidez a um sargento gaúcho infectado em 2012 e considerado incapaz temporariamente.
O autor ajuizou ação contra a União com o objetivo de ter reconhecida sua incapacidade para as atividades militar e civil e, assim, ser reformado com remuneração integral correspondente ao soldo pelo grau hierárquico que possuía. Alegou que, por possuir baixa imunidade, está suscetível a diversas doenças. 
Como o juízo de origem deu parcial provimento à ação, acolhendo seus argumentos, a União contestou no  TRF-4. Sustentou que o autor não é inválido e que a doença não possui qualquer nexo causal com as atividades que ele exerce no quartel.
No julgamento da Apelação em Reexame Necessário, o desembargador-relator destacou, no acórdão, que o diagnóstico de HIV é causa apta a justificar a reforma militar. “É inequívoco que a doença não tem cura e que no futuro ele apresentará sintomas, ficando na dependência de cuidados e tratamento médico permanente”. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-4.
Clique aqui para ler o acórdão. Conjur
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/05/2015 - Plenário condena civil por receptação de viatura militar furtada em Belo Horizonte

O Superior Tribunal Militar (STM), na última quarta-feira (20), confirmou entendimento de que o crime de receptação, na legislação penal militar, admite o dolo eventual. Nessa situação, o agente, mesmo sem querer efetivamente o resultado, assume o risco de produzi-lo.
O posicionamento aconteceu durante o julgamento de um civil condenado na primeira instância pela receptação de viatura pertencente à 4ª Companhia de Comunicações, que havia sido furtada de uma oficina na cidade de Belo Horizonte (MG). Segundo a defesa do réu, ele não tinha conhecimento da origem ilícita do carro e, por isso, pediu ao STM para desclassificar o crime para a modalidade culposa, quando não há intenção de praticar o ilícito.
No entanto, o relator do caso, ministro Lúcio Mário de Barros Góes, destacou que “o crime de receptação previsto no artigo 254 do Código Penal Militar, diversamente do previsto na legislação penal comum, não se restringe ao dolo na modalidade direta, admitindo-se também o dolo eventual para a sua configuração. Nesse sentido, é o entendimento do jurista Guilherme de Souza Nucci”.
Segundo o magistrado, apesar de não ter sido possível identificar o autor do furto da viatura, “para a configuração do delito de receptação é necessário que a coisa seja proveniente de um crime anterior. No caso vertente, está claro que houve o furto, embora não tenha sido possível identificar o respectivo autor, o que não implica nenhuma consequência para a configuração do crime de receptação”.
O Plenário da Corte superior também confirmou a decisão da Auditoria de Juiz de Fora de condenar o réu a um ano, onze meses e dez dias de reclusão. A pena, acima do mínimo legal, também foi questionada no recurso apresentado ao Superior Tribunal Militar. Segundo a defesa, a primeira instância, para fixar a pena, incorreu em dupla valoração - maus antecedentes e reincidência - em prejuízo do réu.
O ministro-relator não acatou o argumento da defesa. Segundo o magistrado, o acusado possui condenações criminais, já transitadas em julgado, pela prática de diversos outros crimes, como uso e tráfico de entorpecentes, crimes de trânsito, ameaça, furto e receptação.
“Desta forma, é inegável que o apelante possui maus antecedentes, sendo perfeitamente legítimo que o órgão julgador, no processamento da dosimetria da pena, considere as condenações anteriores distintas como sendo indicativos de maus antecedentes e, além disso, use uma das condenações transitadas em julgado para a aplicação da agravante – obrigatória - da reincidência prevista no artigo 70, inciso I, do CPM, sem que isso configure alguma ilegalidade”, concluiu o relator, que foi acompanhado por unanimidade pelos demais ministros.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/05/2015 - TRF4 mantém decisão que nega indenização a militar por participação em trote

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu, na última semana, manter sentença que negou indenização a um militar que afirma ter sofrido tortura durante trote do Exército, no 20º Batalhão de Infantaria Blindado, em Curitiba.
O autor lembra que, quando de sua promoção a terceiro-sargento, foi submetido a castigos corporais pelos militares veteranos. Afirmando ter sequelas físicas e psicológicas decorrentes do caso, a parte pediu indenização de R$ 30 mil por danos morais. Em primeira instância, a 5ª Vara Federal de Curitiba considerou o pedido improcedente e o militar recorreu ao tribunal, buscando a reforma da sentença.
A relatora do processo, juíza federal convocada para atuar no TRF4 Salise Monteiro Sanchotene, negou provimento à apelação. A magistrada citou o entendimento do primeiro grau, considerando que o próprio militar voluntariou-se a participar do trote, chegando a aplicar, ele mesmo, castigos físicos em outros colegas. Além disso, os autos do processo mostram que a parte mostrou contradição em seus depoimentos, não deixando clara sua participação no fato nem os danos psicológicos que afirma ter sofrido.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
22/05/2015 - Tropas brasileiras vão deixar o Haiti até o fim de 2016

22/05/2015 - Tropas brasileiras vão deixar o Haiti até o fim de 2016

Atualmente, há 1.343 militares brasileiros em ação no Haiti – número já chegou a 30.000 no início da missão humanitária.

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, afirmou nesta quinta-feira que as tropas brasileiras que integram a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) deixarão o país até o fim de 2016.
Em uma audiência na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o ministro disse que o Brasil já diminuiu seu efetivo no Haiti e continuará reduzindo gradualmente até o último soldado abandonar o país caribenho no fim do próximo ano. "Trata-se de uma missão humanitária que já tem data prevista para terminar. Neste ano, já tivemos uma redução, e para o próximo está prevista a retirada total das tropas, não só as do Brasil, mas também as da ONU", afirmou Wagner.
Segundo o ministro, atualmente há 1.343 militares brasileiros no Haiti, número pequeno em relação aos 30.000 que foram ao país durante o início da missão humanitária. No final de 2015, apenas 850 homens permanecerão no Haiti.
"Vários oficiais de outros países da América do Sul foram comunicados neste ano sobre o retorno. O fim da missão está marcado para o final de 2016", disse o ministro.
O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general José Carlos De Nardi, que acompanhou o ministro na audiência, disse que a maior parte dos países que integram a missão da ONU irá retirar as tropas do Haiti ainda neste ano.
O Conselho de Segurança da ONU estendeu no ano passado a permanência da Minustah até 15 de outubro de 2015, quando revisará novamente a decisão. Em sua última reunião, o órgão afirmou que a situação da segurança no país é "estável".
Por isso, recomendou a sequência da missão sem mudanças na quantidade de homens do componente policial (UNPol), integrado atualmente por 2.601 agentes de cerca de 50 países.
A ONU defende que a missão permaneça no Haiti até a consolidação dos resultados das eleições previstas para fevereiro de 2016, após a posse do novo presidente e parlamento do país.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
22/05/2015 - Tenente do Exército é detido depois de atirar em duas pessoas em Leme

22/05/2015 - Tenente do Exército é detido depois de atirar em duas pessoas em Leme

 Segundo a PM, militar efetuou os disparou durante uma discussão em bar. Regimento em Pirassununga vai abrir um processo para apurar os fatos. 
G1 São Carlos e Araguara. Um tenente do Exército foi detido na madrugada desta quinta-feira (21), em Leme (SP), após atirar contra pessoas em um bar. Segundo a Polícia Militar, um homem foi atingido por quatro tiros e uma mulher foi baleada na perna. A assessoria de imprensa do 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado, de Pirassununga, informou que será aberto um processo administrativo para apurar os fatos.
De acordo com a PM, o militar se envolveu em uma briga em um bar na Avenida Berta Buhrnheim, no bairro Cidade Jardim. Durante a discussão, ele atirou contra as pessoas que estavam no estabelecimento e atingiu a mulher e o homem.
As duas vítimas foram encaminhadas para a Santa Casa da cidade. Segundo o hospital, a mulher passou por uma cirurgia e passa bem e o homem deve ser submetido a uma operação ainda nesta quinta-feira. O militar foi ouvido pela Polícia Civil e encaminhado para o quartel do regimento.
Nota
Em nota, a assessoria de imprensa do regimento ao qual o militar pertence comentou o episódio. O texto afirma que, por volta de 0h15, quando um militar pagava sua conta no caixa do bar, foi agredido com um soco e caiu. Ainda no chão, ele continuou apanhando e o tenente tentou apartar a briga.

Ele, porém, passou a ser agredido e, para se defender, sacou sua arma, que disparou durante a luta corporal com o agressor, diz a nota. "Uma outra pessoa também foi ferida durante a briga", afirma o comunicado.

"Presenciaram os fatos mais três militares que estavam no mesmo local. Os militares prontamente socorreram as vítimas, acionaram o Resgate e a Polícia Militar. O fato foi registrado em Auto de Prisão em Flagrante pela Polícia Civil. O Regimento abrirá processo administrativo para apurar os fatos", conclui a assessoria.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
22/05/2015 - Militar não tem "Palavra"

22/05/2015 - Militar não tem "Palavra"

Tive uma experiência fantástica por esses dias, ao procurar meu Cmt de Pel, aprendi com o mesmo que você não se pode acreditar em tudo que um militar
falar, ao ser interogado por qualquer militar pergunte para o mesmo aonde está escrito? (documento, leis, documento ofical enfim), para o militar só vale o que está escrito em documento, portanto não acredite no que um militar falar, "militar não tem palavra"ou melhor ainda pode  esta se criando algo absurdo, ordem absurda não se cumpre!  aprendizado do dia máximas. Melhor ainda procure seus direitos e prepare um ampla defesa ao qual todos os cidadãos tem conhecimento e direito.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Cancão Nova: pu xe que pu xe, que pi xe, pixe pixe, pixe bom

VIBRA A A ANDO!
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Exército apoia municípios afetados pela seca na Paraíba


(João Pessoa-PB) O 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E) recebeu a visita da Frente Parlamentar da Água, no dia 18 de maio. A respectiva reunião teve o propósito de estudar medidas conjuntas de amenização dos efeitos da seca em municípios do interior do estado da Paraíba, que se encontram em situação crítica de falta de água. Dentro dos assuntos levantados, o 1º Gpt E apresentou suas possibilidades em executar obras e serviços de engenharia e disponibilizou-se para intermediar uma audiência entre os referidos parlamentares e o Comando Militar do Nordeste, sediado em Recife/PE,para tratarem da Operação Pipa, uma operação executada pelo Exército para garantir a distribuição de água potável no sertão nordestino.
CMNE
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Missa de Sétimo Dia do Ten Cel Cerqueira

"Ten Cel Cerqueira, antigo comandante da EsEqEx" Ten Cel Cerqueira, antigo comandante da EsEqEx A Missa de Sétimo Dia do Ten Cel Cerqueira será realizada no dia 25 de maio de 2015, segunda-feira, às 18:00h, na Paróquia da Ressureição, localizada na rua Francisco Otaviano, 99, Ipanema, Rio de Janeiro/RJ.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - MONTEDO.COM, na página da FAB

MONTEDO.COM um Blog de sucesso, com informações e prestação de serviço muito tem contribuído com todos,  parceria de sucesso é assim mesmo e  tem recebido o reconhecimento e prestígio de vários veículos de impressa: site do Exército Brasileiro, da revista veja e MilitaresBrasil
http://montedo.blogspot.com.br/2015/05/valeu-fab-valeu-fab-de-novo.html?spref=fb

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Exército informou em nota que, foi aberto um Inquérito Policial Militar

<iframe width="420" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/U2j9b8NhI-M" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>Segundo o Comando Militar do Sudeste, o treinamento fazia parte da instrução de lutas realizadas dentro do batalhão, neste mês. O Exército informou, por meio de assessoria de imprensa, que um Inquérito Policial Militar foi aberto na última segunda-feira para identificar os responsáveis, que devem responder criminal e disciplinarmente pelo ocorrido. A apuração deve ficar pronta em um prazo de 30 dias.
Em nota enviada pelo Exército, a instituição repudia a atitude registrada em vídeo e diz que “o respeito aos superiores, pares e subornidados é um dever militar que não condiz com atitudes de maus tratos ou de castigo físico, sendo tal comportamento inadmissível entre militares que juram defender a Pátria com o sacrifício da própria vida”. O Comando Militar do Sudeste também informou por meio de nota que “repudia de maneira veemente todo e qualquer desvio de caráter e de conduta que venha a desabonar os valores militares previstos no Estatuto dos Militares e descumprir os preceitos previstos no Regulamento Disciplinar do Exército”.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - GLO no Rio de Janeiro consumem R$ 1 milhão por dia diz Ministro

Garantia da Lei e da Ordem (GLO)
Ao ser perguntado sobre a atuação da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em ações subsidiárias, como no auxílio à segurança pública nas cidades, o ministro alertou que ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) “não devem ser perenizadas”. “Não podemos banalizar a GLO. Ela é estritamente emergencial. Apesar das Forças terem total credibilidade junto à população, não é próprio da instituição operar nessas atividades”, completou.
Outro fator que inviabiliza a permanência de militares por tempo indeterminado, em lugares como o Complexo da Maré e o Morro do Alemão (no Rio de Janeiro), por exemplo, é o valor de manutenção da tropa. “Custa R$ 1 milhão por dia a presença das Forças Armadas em GLO”, disse Wagner. Somente no Alemão, foram gastos mais de R$ 200 milhões mantendo esse tipo de iniciativa.
Atualmente, 2,3 mil militares do Exército e da Marinha estão no conjunto de comunidades da Maré, na operação São Francisco. Até o começo de abril eram 3,2 mil homens. As tropas devem deixar o local, segundo cronograma, no fim do próximo mês. No Morro do Alemão, os militares permaneceram pelo período de 2010 a 2012.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Ministro anuncia redução de tropas no Haiti e Forças Armadas apenas em ação emergencial

Brasília, 21/05/2015 – As tropas das Forças Armadas brasileiras começarão a sair do Haiti em 2016. A confirmação foi feita pelo ministro da Defesa, Jaques Wagner, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado. De acordo com o ministro, o efetivo militar que neste mês de maio era de 1.343 homens e mulheres, cairá para 970 em junho, e a partir do próximo ano, 850 militares estarão apenas em Porto Príncipe, capital do país caribenho.
Crédito: Jorge Cardoso / MD

Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado recebe esclarecimentos sobre projetos de Defesa
E, ao complementar a informação, o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general José Carlos De Nardi, que acompanhava o ministro Wagner na comissão, disse que o Brasil será a única nação a ter tropas na capital haitiana. Ao longo de 11 anos, já foram enviados ao país caribenho mais de 30 mil militares brasileiros por meio da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah).
O ministro Jaques Wagner lembrou que a Minustah “é uma das principais e mais importantes” missões de paz com participação do Brasil. E citou, também, a atuação no Líbano, por meio da Unifil. “A ONU tem muito respeito por nós nessas atividades”, ressaltou.
Garantia da Lei e da Ordem
Ao ser perguntado sobre a atuação da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em ações subsidiárias, como no auxílio à segurança pública nas cidades, o ministro alertou que ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) “não devem ser perenizadas”. “Não podemos banalizar a GLO. Ela é estritamente emergencial. Apesar das Forças terem total credibilidade junto à população, não é próprio da instituição operar nessas atividades”, completou.
Outro fator que inviabiliza a permanência de militares por tempo indeterminado, em lugares como o Complexo da Maré e o Morro do Alemão (no Rio de Janeiro), por exemplo, é o valor de manutenção da tropa. “Custa R$ 1 milhão por dia a presença das Forças Armadas em GLO”, disse Wagner. Somente no Alemão, foram gastos mais de R$ 200 milhões mantendo esse tipo de iniciativa.
Atualmente, 2,3 mil militares do Exército e da Marinha estão no conjunto de comunidades da Maré, na operação São Francisco. Até o começo de abril eram 3,2 mil homens. As tropas devem deixar o local, segundo cronograma, no fim do próximo mês. No Morro do Alemão, os militares permaneceram pelo período de 2010 a 2012.
O titular da Defesa defendeu a proteção das fronteiras, dizendo ser algo “fundamental”. “É melhor aplicar o dinheiro que se gasta com garantia da lei e da ordem no Sisfron [Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras], porque é responsabilidade nossa. Além disso, o sistema atende todo o território”, afirmou.
O Sisfron pretende fortalecer a capacidade de ação do Exército Brasileiro na faixa de fronteira do país, uma área de 16.886 quilômetros de extensão. Trata-se de um conjunto integrado de recursos tecnológicos, tais como sistemas de vigilância e monitoramento, tecnologia da informação, guerra eletrônica e inteligência que, aliados a obras de infraestrutura, vão reduzir vulnerabilidades na região fronteiriça.
O Ministério da Defesa também atua em combate ao crime transfronteiriço com as Operações Ágata. Desde 2011, já foram realizadas oito edições. Somente na Ágata 8, que aconteceu no ano passado, mais de 40 toneladas de entorpecentes foram apreendidas.
Para o ministro, o tráfico de drogas é um dos problemas que precisa ser atacado. Ele enfatizou que no período em que ocupou o governo da Bahia, 75% de assassinatos de jovens eram por envolvimento com entorpecentes.

Assuntos abordados
Ainda na audiência, Jaques Wagner opinou sobre o serviço militar para mulheres. Ele é favorável, mas desde que se tenha previsibilidade de quantas mulheres se alistarão e não apenas que o serviço seja facultativo. O ministro lembrou que as escolas de formação de oficiais já estão recebendo mulheres. E que, em 2017, a Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), do Exército, irá abrigar a primeira turma feminina de sua história.

O ministro abordou também a necessidade de legislações especificas para combate ao terrorismo e o emprego de drones. Wagner recordou que esteve recentemente na França quando, em reunião com o colega da Defesa, Jean-Yves Le Drian, conversaram sobre o atentado ao jornal satírico Hebdo. “Ninguém está fora desse risco”, comentou. "O terrorismo é um problema da intolerância. É o que tem de mais odiento, pois atinge inocentes e, muitas vezes, até crianças." Assessoria de Comunicação - Ministério da Defesa
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
21/05/2015 - Falta de repasse do Exército Brasileiro pode fechar fábrica da Iveco em Sete Lagoas

21/05/2015 - Falta de repasse do Exército Brasileiro pode fechar fábrica da Iveco em Sete Lagoas

Em julho de 2013, a Iveco Latin America em Sete Lagoas, inaugurou em seu Complexo Industrial a primeira e única fábrica de veículos de defesa da corporação fora da Europa. Segundo o diretor, Humberto Marchioni Spinetti, o empreendimento foi fruto de uma parceria firmada entre a IVECO e o Exército Brasileiro em 2007, com o objetivo de produzir a nova viatura blindada de transporte de pessoal (VPTP). setelagoas

Em comunicado ao prefeito Márcio Reinaldo Dias Moreira no dia 15 de maio, o diretor Humberto Spinetti, afirmou que a condição orçamentária atual do Exército Brasileiro é motivo de preocupação para a Iveco Veículos de Defesa, pois a partir de junho de 2015, o respaldo financeiro para produção dos veículos blindados VBTP “Guarani” será cortado. De acordo com ele, a consequência disso é uma parada de produção iminente, além de outras medidas de contenção pela empresa com reflexo no nível de emprego direto e indireto na cidade.

Caminhão tanque produzido pela Iveco / Foto: noticia.r7.comCaminhão tanque produzido pela Iveco / Foto: noticia.r7.com

Diante dessa situação, o Município de Sete Lagoas, representado pela Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e pelo setor empresarial, através da Associação Comercial e Industrial, enviou nesta quinta-feira (21), “Moção de Apoio” à Iveco Latin América, externando a preocupação em relação ao anúncio do iminente encerramento das atividades de sua planta de montagem da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal (VBTP) “Guarani”, que compõe a “Nova Família de Blindados do Exército Brasileiro”. O documento foi assinado pelo prefeito Márcio Reinaldo, o presidente da Câmara Municipal, Fabrício Nascimento e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Sete Lagoas,

De acordo com a “Moção de Apoio”, tal medida, se concretizada, afetará diretamente as atividades econômicas do município, pois implicará na eliminação de cerca de 300 empregos diretos, bem como o fechamento de outros mil postos de trabalhos indiretos.

Diante desse quadro, os Poderes Públicos e o setor empresarial de Sete Lagoas, comprometem intervir junto às autoridades do país, na busca de alternativas com a política financeira da União para garantir a permanência da montadora na cidade.

A “Moção de Apoio” foi apresentada à deputada federal Jô Moraes, presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara Federal. Hoje (21) em reunião com a “Bancada Mineira” na Câmara Federal ela exibiu a “Moção”, com o objetivo de unir forças para reverter a situação anunciada pela Iveco.  da redação com ascom PMSL

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Soldado do Exército é executado a tiros

Soldado do Exército é executado a tiros em bairro da capital.

O soldado do Exército Brasileiro, identificado como Leilson Correa Prestes, de 19 anos, foi assassinado na tarde desta quinta-feira (21) na porta de sua residência, localizada no Bairro Escola de Polícia, região Leste de Porto Velho, quando foi atacado possivelmente pelo ex-marido de sua esposa. rondoniaovivo
Informações de testemunhas relataram a polícia que a vítima estava na casa, quando um automóvel, modelo Vectra de cor azul, parou na frente e os ocupantes chamaram os moradores. Leilson foi até a porta atender o chamado e foi surpreendido por vários disparos de arma de fogo. A vítima foi atingida em três oportunidades, sendo duas no peito e outra na cabeça.
O militar morreu antes de receber cuidados médicos. Os assassinos fugiram do local sem deixar rastros. Uma equipe da perícia técnica do Instituto Médico Legal (IML) foi ao local e fez a remoção do cadáver. Agentes da Delegacia de Homicídios estão no local colhendo informações para o registro de ocorrência.



Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
21/05/2015 - Brasil entregará viaturas operacionais ao Paraguai em Itaipu

21/05/2015 - Brasil entregará viaturas operacionais ao Paraguai em Itaipu

Solenidade acontecerá no próximo dia 27, em Foz do Iguaçu, fronteira entre os dois países. clickfozdoiguacu

Na próxima quarta-feira, dia 27 de maio de 2015, às 11 horas da manhã, nas dependências da Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu, ocorrerá a Solenidade de Entrega de Viaturas Operacionais à Cooperação Militar Brasileira no Paraguai.



 
Na oportunidade serão entregues 20 (vinte) Viaturas MBB (Mercedes Bens do Brasil) Modelo 1418 revitalizadas, à Cooperação Militar Brasileira no Paraguai, que em linhas gerais, faz parte de um Acordo de Cooperação em Matéria de Defesa entre o Governo Brasileiro e o Governo Paraguaio. Tal acordo visa entre outras questões,promover a cooperação bilateral na área de defesa entre os dois países, bem como, fortalecer questões de interesse mútuo como estabilidade, segurança regional, e consolidação da democracia.

Estarão presentes na oportunidade o Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas e o Comandante do Exército Paraguaio, General de Divisão Oscar Luiz Gonzalez Cañete.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
21/05/2015 - PF investiga líder de protestos por intervenção militar

21/05/2015 - PF investiga líder de protestos por intervenção militar

O capitão da reserva da Marinha Sérgio Luiz Zorowich, um dos líderes dos protestos que pedem uma intervenção militar no Brasil, foi intimado para depor em um inquérito da Polícia Federal que, segundo ele, tem como objetivo enquadrar os defensores da volta do regime militar na Lei de Segurança Nacional. Zorowich, que mora em Santos, recebeu a intimação há cerca de dois meses para depor na semana que vem.
O depoimento faz parte do inquérito 0161/15-4 instaurado pela Polícia Federal. A intimação não especifica o motivo da investigação.
Segundo ele, sua advogada apurou junto à PF que o objetivo é enquadrar defensores da intervenção militar no artigo 23 da Lei de Segurança Nacional, que prevê pena de um a quatro anos de detenção para quem incitar "subversão da ordem política ou social" ou "animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis".
Procurada por meio da assessoria de imprensa, a PF não negou as afirmações de Zorowich e se limitou a dizer que não comenta investigações em andamento.
Dono de empresas que prestavam serviços à Petrobras e acabaram falindo, Zorowich concentra sua atuação nas redes sociais, onde tem milhares de seguidores e publica mensagens nas quais pede a ação imediata das Forças Armadas para depor o governo do PT e chega a vincular a presidente Dilma Rousseff a grupos criminosos como o PCC ou terroristas como o Estado Islâmico. Para ele e seus seguidores, a tese do impeachment defendida por partidos de oposição é muito leve.
Em uma destas mensagens, em referência à Operação Lava Jato, escreveu: "que indiciamento que nada, vamos derrubar o governo pela força das massas e com apoio dos quartéis".
Indagado se as postagens não se enquadram no incitamento proibido pela lei, Zorowich respondeu: "não deixa de ser, não vou desmentir".
A Lei de Segurança Nacional foi criada durante a ditadura militar (1964-1985) para dar cobertura legal às ações das forças de repressão que investigavam, prendiam e torturavam integrantes de grupos contrários ao regime. A própria Dilma foi enquadrada na Lei de Segurança Nacional ao ser presa em São Paulo em 1970, quando militava no grupo armado VAR-Palmares.
"Não deixa de ser uma ironia que eu, defensor da intervenção militar, seja enquadrado em uma lei criada durante o regime", disse Zorowich. uol
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

21/05/2015 - Estágio báscio combatente de Selva

A população de Humaitá/AM, compareceu em peso à cerimônia de encerramento do Estágio Básico do Combatente de Selva para os soldados do 54° Batalhão de Infantaria de Selva.
#Seeeelva! 
Exército Brasileiro
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
20/05/2015 - Marinha escolhe empresa chinesa para construir estação na Antártica

20/05/2015 - Marinha escolhe empresa chinesa para construir estação na Antártica

 Empresa Ceiec ofereceu o menor preço pelo contrato: US$ 99,6 milhões. Licitação ficou suspensa por três meses; obra só deve ser entregue em 2018.
Eduardo Carvalho Do G1, em São Paulo
A Marinha do Brasil confirmou nesta quarta-feira (20) que a empresa chinesa Ceiec vai construir a nova estação científica Comandante Ferraz, na Antártica. O resultado do certame foi divulgado no site da instituição.
De acordo com a Marinha, a proposta dos chineses foi a menor oferecida entre os três concorrentes (US$ 99,6 milhões, aproximadamente R$ 302,1 milhões).
Em janeiro deste ano, a instituição havia emitido parecer anunciando a escolha pela Ceiec. No entanto, a OY FCR Finland, da Finlândia, e o consórcio brasileiro-chileno Ferreira Guedes/Tecnofast apresentaram recursos judiciais contra a decisão, o que forçou a suspensão da licitação, em fevereiro. O processo foi retomado em abril.
O novo complexo científico vai substituir a antiga base, destruída por um incêndio em 2012, que causou a morte de dois integrantes da Marinha. A Promotoria pediu a acusação por incêndio culposo do suboficial Luciano Medeiros por multiplicidade de mortes, mas ele foi absolvido pela Justiça Militar.
A obra estava prevista para ser entregue em março de 2015, mas, devido aos atrasos na licitação, a entrega da estação pode ocorrer só em 2018.

Entenda o caso
Esse é o segundo processo licitatório aberto pela Marinha para essa finalidade. O primeiro, iniciado no fim de 2013 e encerrado em fevereiro de 2014, terminou sem a apresentação de propostas.
Na época, poderiam se credenciar apenas empresas nacionais ou estrangeiras que firmassem parceria com organizações brasileiras.
Após o fracasso, a Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Secirm) abriu em julho do ano passado uma nova etapa, desta vez permitindo a participação de organizações com 100% de capital estrangeiro. Desta vez, a inauguração foi adiada para março de 2016.
Devido a pendências judiciais, a licitação atrasou e só foi retomada em abril passado.
Atraso no início da construção
A construção do complexo, prevista inicialmente para ser entregue em março deste ano, só deve iniciar após a assinatura do contrato, ainda sem prazo para acontecer.
A Marinha informa que a construção tem prazo de execução de 540 dias corridos, período que pode ser estendido devido a "fatores supervenientes, como é o caso das peculiaridades do clima antártico". Por isso, a entrega da nova estação pode ocorrer apenas em meados de 2018.
Até que a obra termine, módulos provisórios instalados no local dão infraestrutura suficiente para receber 60 pessoas de uma só vez. Com isso, as viagens de cientistas brasileiros até o território antártico terão continuidade, assim como seus trabalhos de pesquisa em temas como mudança climática e biodiversidade.
O projeto executivo, escolhido em 2013 em um concurso promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, não deverá ser alterado. Segundo o documento, o edifício principal da nova estação terá uma área total de 4.500 m² e as unidades isoladas, como as torres de energia eólica e a área para helicópteros, somarão outros 500 m².
Serão 18 laboratórios internos, além de sete unidades isoladas para pesquisas de meteorologia e da atmosfera. Sua capacidade será para abrigar 64 pessoas.
Vista panorâmica da Estação Antártica Comandante Ferraz (Foto: Divulgação/Estúdio 41)Vista panorâmica da futura Estação Antártica Comandante Ferraz 
(Foto: Divulgação/Estúdio 41)
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

20/05/2015 - Superiores do Exército pratica trote e mandam soldados se agredirem

Da série: 'morro e não vejo tudo!' Que negócio é esse???
Supostamente, o vídeo foi gravado no 4º BIL,
em Osasco (SP). fonte: montedo
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
20/05/2015 - reajuste para servidores do Judiciário 78,56%

20/05/2015 - reajuste para servidores do Judiciário 78,56%

CCJ aprova reajuste para servidores do Judiciário

Simone Franco | 20/05/2015, 14h15 - ATUALIZADO EM 20/05/2015, 18h09
Entendimento negociado pelo senador Walter Pinheiro (PT-BA) permitiu a aprovação pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), nesta quarta-feira (20), de projeto de lei da Câmara (PLC 28/2015) que estabelece reajuste escalonado, em média de 59,49%, para os servidores do Poder Judiciário. A proposta segue para votação em regime de urgência no Plenário do Senado.
De acordo com o parecer favorável do relator, senador José Maranhão (PMDB-PB), o aumento vai variar de 53% a 78,56%, em função da classe e do padrão do servidor. Seu pagamento deverá ocorrer em seis parcelas sucessivas, entre julho de 2015 e dezembro de 2017. E também dependerá da existência de dotação orçamentária e autorização específica na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
Como contrapartida ao aumento, os órgãos do Poder Judiciário terão de se esforçar para racionalizar suas estruturas administrativas e reduzir os gastos com funções de confiança no prazo de um ano. É importante frisar também que este reajuste ainda depende de suplementação orçamentária para começar a ser pago este ano.
“Quanto ao mérito, a majoração dos vencimentos dos servidores do Poder Judiciário da União é tema de absoluta justiça. A remuneração desses servidores encontra-se defasada em relação a carreiras equivalentes dos Poderes Executivo e Legislativo, fato que tem ocasionado o aumento da rotatividade de servidores, com significativo prejuízo à prestação jurisdicional”, reconheceu Maranhão em seu parecer.

Acerto

Duas semanas atrás, a votação do PLC 28/2015 foi adiada por pedido de vista do líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS). Apesar de considerar o pleito “legítimo”, Delcídio justificou a medida, na ocasião, argumentando ser necessário fazer um ajuste orçamentário prévio para não se aprovar “uma quimera”.
Nesta quarta-feira (20), disse ter prevalecido o bom senso e o entendimento com as lideranças partidárias para se aprovar a proposta na CCJ e transferir a discussão — de interesse de um número maior de senadores — para o Plenário.
Antes mesmo do anúncio dessa decisão, Walter Pinheiro fez um apelo a Delcídio para liberar a votação da matéria na CCJ. Sua iniciativa foi elogiada pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), que, ao lado ainda dos senadores Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), Rose de Freitas (PMDB-ES) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), expressou total apoio à proposta de recomposição salarial dos servidores do Judiciário, sem reajuste desde 2006.
Agência Senado
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

20/05/2015 - SALÁRIO DOS MILITARES. Audiência na Comissão de Relação Exteriores e Defesa.

O Ministro Jaques Wagner mais uma vez disse que os militares tem como meta preservar a Constituição Federal, obviamente tentando desestimular os grupos que pedem Intervenção Militar.
Quanto ao salário dos Militares.
O deputado Izalci (Distrito Federal) pediu ao Ministro da Defesa que se posicione de forma clara sobre a questão salarial dos militares federais e o plano de carreira ainda inexistente para muitos militares.  
O DEPUTADO TUCANO disse que há anos a categoria não recebe reajustes razoáveis por pura  falta de interesse do governo federal.
Durante audiência pública, o deputado federal Izalci interpelou o ministro também sobre o pagamento da dívida de 28,86% com os militares. O deputado, que obteve  êxito ao destinar R$ 20 milhões em emenda parlamentar para que o governo faça a quitação do montante, reclamou que apenas os militares que recorreram à Justiça conseguiram receber os proventos. “Não é justo não pagar aos que não recorreram. Precisamos de um entendimento de como pagar isso. É uma dívida que existe e que o Estado precisa pagar”, defendeu.
O parlamentar ressaltou que Exército, Marinha e Aeronáutica têm papel fundamental na defesa nacional e em diversas ações que vão desde a execução de obras, combate a endemias e promoção da segurança. “Tudo que não se consegue resolver nesse país se chama as Forças Armadas, que precisam de reconhecimento”, cobrou.
Os militares presentes na audiência apoiaram o deputado tucano quando ele pediu ao ministro que reveja os pagamentos da Salário Família, que hoje é de R$ 0,16. “Se não querem pagar, tira logo isso, porque dezesseis centavos não pagam nem a tinta usada pra colocar isso no contracheque”, disse o político no momento em que  cobrava atenção do governo quanto a benefícios que militares não recebem, como Auxílio Moradia e Auxílio Transporte.
Jair Bolsonaro e seu filho tocaram em pontos relacionados à segurança nacional e salário dos MILITARES, MST(fobia) etc. Assistam o vídeo, é interessante.
Foi mencionado que um soldado sobrevive com menos de um salário mínimo… Foi mencionada também a evasão de oficiais e sargentos… estão abaixo do limite.

   A resposta do MINISTRO foi digna de quem não tem capacitação alguma para ser MINISTRO da DEFESA. Wagner começa dizendo que nada entende de inteligência. Como se não tivesse assessores e não tivesse o dever de estar ciente de todos os meandros do cargo que ocupa.
   Jaques Wagner, respondendo sobre a segurança para as olimpíadas, disse que nem a FRANÇA conseguiu evitar um atentado. Ele disse: “agora… eu insisto… eu imagino que todos nós imaginamos que a frança tem um sistema de inteligência bastante avançado, e nem por isso conseguiu evitar aquele terror que foi o jornal.. que aconteceu no meio de Paris… mas é obvio que a gente tem que se proteger…Revista Sociedade Militar – Robson A.D.Silva
   Assistam abaixo:
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
19/05/2015 - Exército poderá executar obras do PAC em Várzea Grande

19/05/2015 - Exército poderá executar obras do PAC em Várzea Grande

A prefeita Lucimar Sacre de Campos confirmou o apoio do órgão nas ações de monitoramento e fiscalização do PAC, além do canal aberto junto ao Exército Brasileiro para estabelecimento de parceria.
Exército poderá executar obras do PAC em Várzea Grande
O 9º Batalhão de Construção e Engenharia (9ºBEC) analisará a possibilidade de executar as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Várzea Grande. Em reunião realizada na tarde de terça-feira (19), no gabinete do chefe da Controladoria Geral da União (CGU/MT), Sérgio Akutagawa, a prefeita Lucimar Sacre de Campos confirmou o apoio do órgão nas ações de monitoramento e fiscalização do PAC, além do canal aberto junto ao Exército Brasileiro para estabelecimento de parceria.

O encontro contou com a participação do Comandante do 9º BEC Luciano J. Flores, secretario Waldemir Paulimo Paschoiotto da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União de Mato Grosso, e o Gerente Regional da Caixa Econômica Federal, José Luiz Dias. A reunião foi solicitada pela prefeita Lucimar com o objetivo de buscar união destas instituições em torno da execução das obras do PAC que serão realizadas no município.

A Prefeita determinou a suspensão de todos os processos em andamento de licitação referentes às obras do PAC, com a intenção conhecer os projetos e processos e também de ter o 9º BEC como executor das obras.

Lucimar Sacre de Campos explicou que sua preocupação é a transparência nos atos de licitação e que os processos estejam de acordo com as normas e também de poder contar com a avaliação e monitoramento dos órgãos de controle. “ Busco aqui a união deste órgão com a gestão municipal, visto que o PAC é um complexo de obras e o valor empregado é alto e que requer parceria, celeridade e transparência. Os prazos estão se expirando e não podemos perder R$ 350 milhões. Estas obras tem um significado muito grande na transformação da infraestrutura da cidade, a contar com os serviços essenciais de drenagem das águas pluviais, esgotamento sanitário, habitação, recuperação de lagoas e o sistema de coleta, tratamento e distribuição da água. Estamos falando de obras que vão mudar Várzea Grande”, disse Lucimar.

Sérgio Akutagawa, referendou o estreitamento e parceria e disse que o papel da Controladoria Geral da União e justamente contribuir e fiscalizar para que problemas futuros não ocorram e que a gestão municipal aplique os recursos públicos de forma correta. Já o Tribunal de Contas da União está auxiliando no monitorando dos processos para lançamento dos editais.

O Comandante do 9º BEC, Luciano Flores disse que passa a estudar a possibilidade de assumir as obras do PAC de Várzea Grande, tendo um período vago de trabalho no calendário e que poderia ser aproveitado na execução das obras. Explicou o Comandante que terá uma reunião com seu superior em Campo Grande, já na próxima semana, acenando que seria importante a participação do Exército. jcorreio
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
19/05/2015 -  HAITI  Militares da BRAENGCOY ministraram instruções para os fuzileiros navais

19/05/2015 - HAITI Militares da BRAENGCOY ministraram instruções para os fuzileiros navais

Militares da BRAENGCOY ministraram instruções para os fuzileiros navais que fazem parte do Contingente Brasileiro. Os temas das instruções foram: Busca e Resgate em Estrutura Colapsada, Primeiros Socorros e Manejo de Cadáveres. Diante do histórico de catástrofes naturais no Haiti, as instruções são de extrema importância no preparo do militar para atuar em situações de desastres. DEC
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
19/05/2015 - Comissão promove audiência com ministro da Defesa nesta quarta

19/05/2015 - Comissão promove audiência com ministro da Defesa nesta quarta

Redação
A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional promove audiência pública nesta quarta-feira (20) com o ministro da Defesa, Jacques Wagner.
Ele virá tratar dos seguintes temas:
a implementação da Política Nacional de Defesa, da Estratégia Nacional de Defesa e do Livro Branco da Defesa;
o percentual do PIB destinado à Defesa Nacional;
o salário pago aos militares das Forças Armadas; e
as condições de elegibilidade dos membros das corporações militares.
Segundo um dos autores do requerimento para a audiência, deputado Cabo Daciolo (Psol-RJ), “dados recentes revelam que militares deixaram as Forças Armadas em busca de melhores salários. Atualmente, engenheiros, físicos e especialistas de alto nível, formados pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e com dedicação exclusiva, recebem R$ 5.500 líquidos por mês. 247 capitães e tenentes deixaram a carreira militar em 2013, incluindo a primeira mulher piloto de caça, que migrou para a Controladoria Geral da União (AGU)”.
A audiência será às 10 horas, no plenário 3.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
19/05/2015 - Após vídeo com versos de violência, FAB orienta instrutores da Epcar

19/05/2015 - Após vídeo com versos de violência, FAB orienta instrutores da Epcar

Alunos foram flagrados cantando hino em Barbacena. Sindicância que apura responsabilidade está em fase de conclusão. G1 Zona Da Mata
Está em fase de conclusão a sindicância que apura a responsabilidade do vídeo onde alunos da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), em Barbacena, aparecem cantando versos de violência durante os exercícios da escola. A nota enviada pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, em Brasília, reforça que medidas administrativas já foram adotadas em todas as unidades da Aeronáutica, não apenas nas escolas.
O caso se tornou conhecido após o vídeo ser publicado pela TV Carta, da revista Carta Capital. As imagens mostram o grupo fazendo uma atividade e repetindo em conjunto os versos cantados por um dos instrutores que os acompanha. “Pega o vagabundo e dá porrada para matar. Tapa na cara. Chute no peito. Choque na língua. Choque no pé. Uh, choque elétrico” é um dos trechos da música que aparece no vídeo.
Segundo o texto, a FAB reforçou junto a todas as organizações militares que são proibidas práticas de apologia a qualquer tipo de violência nas unidades militares, bem como preconceito ou discriminação de qualquer espécie. Não foi informado quando a sindicância será encerrada. O processo começou em abril com previsão de 30 dias.
O caso também rendeu um reforço específico para os instrutores de atividades físicas. "Reiteramos que os instrutores e educadores físicos da EpcAr receberam orientação específica para que não sejam entoados hinos com esse teor", completou a nota.
Lembre o caso
As atividades durante a estada na escola são frequentes e incluem os exercícios físicos. Em abril, o Centro de Comunicação da FAB ressaltou, em nota, que os hinos fazem parte da vida dos militares como técnica motivacional, no entanto, qualquer tipo de exaltação à violência é proibida e que a atitude mostrada no vídeo é contrária às orientações pedagógicas.
O texto ainda destacou que o cumprimento e o respeito aos princípios dos Direitos Humanos integram a formação nas escolas da instituição e que é difundido amplamente para todos os integrantes da FAB. A FAB explicou que, antes da publicação na internet, não tinha conhecimento do vídeo e que o considerou como um "episódio isolado".
Atualmente estão na Epcar 480 alunos com idades entre 14 e 19 anos. Para estar na escola, eles enfrentam um processo seletivo que inclui uma bateria de testes entre provas objetivas de diversas disciplinas, inspeção de saúde, teste físico, exame psicológico e concentração final, que duram cerca de cinco meses. A escola oferece 180 vagas e, em 2014, foram mais de nove mil estudantes com menos de 18 anos na disputa.
Conforme o edital de seleção, o Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR) tem duração de três anos e é equivalente ao Ensino Médio regular do Sistema Nacional de Ensino. O curso abrange instruções nos Campos Geral e Militar e é ministrado sob o regime de internato.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

19/05/2015 - Major é encontrado morto dentro de quartel

Major é encontrado morto dentro de quartel em Feira de Santana; polícia trabalha com hipótese de suicídio

Um major do Exército Brasileiro foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (19), em Feira de Santana. 
A polícia suspeita que Alex Sandro Ribeiro da Silva, 41 anos, tirou a própria vida no interior do 35º Batalhão de Infantaria, no bairro 35 BI.
Segundo informações, o militar apresentava uma perfuração de bala no peito.O tenente-coronel Paulo Sérgio Brito (foto), comandante do 35º BI, informou que o major veio do batalhão de Crateús (CE), no mês de janeiro para o batalhão de Feira, e na manhã de hoje não saiu do alojamento para participar das atividades do dia. Momento depois, foi encontrado morto.
O coronel informou ainda que estava ocorrendo uma formatura e não foi possível ouvir nenhum disparo. A perícia técnica vai apontar a causa da morte, embora a polícia trabalhe inicialmente com a hipótese de suicídio.

O levantamento cadavérico foi presidido pelo delegado Laércio dos Santos, acompanhado do coordenador regional, João Uzzum. O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para ser necropsiado.

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Denivaldo Costa (Ronda Policial).
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

18/05/2015 - Rio de Janeiro tiroteios e morte

Certificado de reservista de Alexandre Cavalcante de Oliveira, 35, que foi atingido por um tiro de fuzil na cabeça quando saía de casa, no morro do Telégrafos, na zona norte do Rio de Janeiro, durante uma suposta troca de tiros entre policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Mangueira e traficantes, na noite de sábado (16)

Quatro comunidades cariocas registram tiroteios; uma pessoa morreu.

Certificado de reservista de Alexandre Cavalcante de Oliveira, 35, que foi atingido por um tiro de fuzil na cabeça quando saía de casa, no morro do Telégrafos, na zona norte do Rio de Janeiro, durante uma suposta troca de tiros entre policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Mangueira e traficantes, na noite de sábado (16).
Rio de Janeiro - Quatro favelas do Rio que contam com ocupação permanente de forças de segurança registraram confrontos com traficantes de drogas entre a noite de sábado, 16, e a manhã deste domingo, 17. No Morro da Mangueira, na zona norte, que tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), o comerciante Alexandre Oliveira, de 36 anos, que saía para o trabalho, morreu, por volta das 21 horas do sábado, na porta de casa, diante de duas filhas, de seis e três anos. Oliveira foi atingido na cabeça por um tiro depois de se despedir das crianças.
A família do comerciante está revoltada, disse que o socorro foi demorado e que pretende processar o Estado. Ele tinha outros dois filhos e sua mulher está grávida do quinto. A casa de Oliveira fica em frente a um contêiner da UPP e segundo a polícia, traficantes que resistem à presença da UPP enfrentaram os PMs, daí o tiroteio. Ninguém foi preso.

No sábado pela manhã, na Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, na zona norte - de onde as Forças Armadas, depois de ocupação de um ano, estão saindo gradualmente para dar lugar à PM -, um morador ficou ferido numa troca de tiros com traficantes. Militares informaram que faziam patrulhamento de rotina quando foram atacados. Não foram divulgadas informações sobre a vítima, apenas que o tiro teria sido disparado por um criminoso. A substituição de 3.300 militares pela PM começou no dia 1º de abril e vai até 30 de junho.
Na Rocinha, na zona sul, que conta com uma UPP, moradores se assustaram com intenso tiroteio por volta das 9h30 deste domingo. Segundo a UPP, policiais foram atacados por criminosos. Ninguém foi preso.
No Complexo do Alemão, na zona norte, que também possui UPP, foi ouvida troca de tiros pela manhã. A polícia afirma que os traficantes provocaram o embate. Não foram divulgadas informações sobre feridos nem sobre prisões. uol
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

18/05/2015 - Mulher pagou R$ 15 mil por morte de coronel do Exército, diz polícia

 Suspeito de atirar é filho de ex-empregada que deixou cadeia 2 dias antes.  Mulher do militar nega ter encomendado crime; casal estava se separando. A Polícia Civil do Distrito Federal informou que a professora de artes Cristiana Cerqueira pagou R$ 15 mil ao filho da ex-empregada da irmã para executar o coronel do Exército Sérgio Murilo Cerqueira, com quem era casada. O pagamento seria parcelado, com entrada de R$ 1 mil e o restante dividido em duas vezes. Cristiana foi presa no sábado e nega a acusação. Horas após o crime, ela postou mensagens em uma rede social se dizendo de luto. Eles estavam em processo de separação há 30 dias. O tenente-coronel estava na casa de um amigo, do Exército, e a mulher ficou no apartamento funcional com a filha. A cunhada não confessou que planejou a execução, mas disse que a ideia era dar um tiro na perna, para que, machucado, ele tivesse de voltar para casa e reatar o casamento." Leandro Ritt, delegado da Divisão de Repressão a Sequestros De acordo com o delegado Leandro Ritt, a irmã da professora combinou com o rapaz, que cooptou outras três pessoas suspeitas de envolvimento no crime. A mulher teria saído com o filho da ex-empregada no dia anterior, entregado a arma e mostrado o local onde o militar deveria ser abordado. No total, oito pessoas são suspeitas de ligação com o homicídio. Separação O casal tem uma filha de 13 anos e, de acordo com as investigações, estava em processo de separação. "Eles [Cristiana e Sérgio Murilo] estavam em processo de separação há 30 dias. O tenente-coronel estava na casa de um amigo, do Exército, e a mulher ficou no apartamento funcional com a filha", diz o delegado. "A cunhada não confessou que planejou a execução, mas disse que a ideia era dar um tiro na perna, para que, machucado, ele tivesse de voltar para casa e reatar o casamento", afirmou Ritt. A investigação apontou ainda que o autor do disparo havia sido solto do presídio há dois dias. Uma das suspeitas de envolvimento no crime contou à polícia ter notado um comportamento estranho da mulher na abordagem. "Ela disse que a Cristiana deu uma batidinha no carro e disse 'deixa ele'. Mas então deu uma piscadinha para o Rodrigo [filho da ex-empregada, que estava dirigindo o carro]", afirmou o delegado que investiga o caso. Além disso, a arma usada no crime estava municiada com apenas dois dos seis cartuchos possíveis. Como o tambor girava no sentido anti-horário, diferentemente do esperado pelos criminosos, foram necessárias quatro tentativas para que o homem fosse atingido, disse o delegado. saiba mais Presa por planejar crime, mulher de coronel do DF lamentou morte na web Coronel do Exército é morto após ser levado durante roubo de carro no DF Pensão O diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba, afirmou que a suspeita é de que Cristiana tenha ficado insatisfeita com a pensão alimentícia que receberia após a separação – R$ 2 mil – e planejou o crime, junto com a irmã, para receber a pensão por morte do militar, de R$ 10 mil. A hipótese de latrocínio foi descartada. Oito pessoas foram presas por envolvimento com o crime: a viúva e uma cunhada de Cerqueira, os três homens e a mulher suspeitos de tê-lo abordado e executado e os dois jovens que foram flagrados em uma festa, horas depois da execução, com o carro dele. Um dos rapazes já havia sido detido há 15 dias por suspeita de roubo a comércio, mas foi liberado da delegacia porque a vítima não quis registrar ocorrência. G1 DF, Raquel Moraes.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

Papo Verde Oliva

Pesquisar

NOTÍCIAS DO SITE

Total de visualizações de página

Insira o seu endereço de email, É GRÁTIS

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

OBRIGADO PELA INSCRIÇÃO

FIQUE BEM INFORMADO - AS MAIS LIDAS